quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Capítulo 6 - carta.


Selena’s POV
Eu me sentia culpada por ter ajudado aquele garoto. Mas Demi já falara tanto dele... o quanto eles se entendiam, do tempo que passavam juntos. Eles se conheciam desde que Demi se deu por gente, ela não se lembrava como era sua vida sem ele... Então estava fazendo o certo... Mesmo correndo o risco de perder meu emprego...
Peguei um livro na biblioteca da minha mãe, devolvendo assim, o Romeu e Julieta. Demi não queria mais ler esse livro depois de ter tido a alucinação com ele. Segundo Demi, ela tinha visto uma menina de mais ou menos seis anos, com uma faca a chamando. Demi me contou isso totalmente envergonhada, negando, como sempre, ser louca.
Amanhã eu vou falar com Simon sobre Demi jurar de pé junto que Wilmer a abusava todas as vezes que entrava em seu quarto depois da visita dele. Simon sempre ficava no quarto durante as visitas, então ele saberia se tivesse mesmo acontecido algo.
Passei os olhos nos romances procurando por um que Simon deixaria passar muito fácil, pois nenhuma desconfiança poderia existir para com o livro. Peguei o livro “O Morro Dos Ventos Uivantes”, feliz por te-lo encontrado e subi para o meu quarto. (A biblioteca da minha mãe ficava em baixo da nossa pequena casa).
Coloquei o livro na minha bolsa, não podia esquece-lo de forma alguma e fui tomar banho. Saí do banho e deitei na cama, Demi com certeza estava dormindo, sem nem ter a menor ideia do que o dia seguinte aguardava.
Acordei com o despertador tocando, bem na verdade, eu acordei quando o despertador já gritava descontroladamente. Levantei em um pulo, nem tomei café e fui direto ao trabalho. Cheguei e já vi Joe andando de um lado para o outro sem parar. Tive que rir da cena, ele estava a ponto de ter um ataque de ansiedade.
_Olá_ gritei atrás dele e ele deu um pulo.
_Pensei que não fosse chegar...
_A propósito, não só cheguei, como também, cheguei adiantada... Trouxe a carta?
_Claro que sim... Aqui está _ ele disse me entregando a carta.
Sorri e peguei o livro. Coloquei a carta, cuidadosamente dentro do livro e depois na bolsa, a carta não poderia aparecer de forma alguma.
Entrei e fui direto a sala do Simon, bati na porta e ele disse para que eu esperasse um pouco. Após alguns minutos ele me chamou e eu entrei,
_Dr. Simon _ disse calma.
_Sim? _ Ele tirou os olhos do livro para me encarar.
_ Eu cheguei mais cedo para tratar de alguns assuntos com o senhor. _ Ele sorriu me encorajando_ Primeiro, eu trouxe mais um livro para a Demi. Aqui está _ tirei o livro da bolsa e o entreguei ao Simon. Ele olhou a capa e me devolveu... Romances sempre eram aceitos. Depois eu o entreguei minha bolsa (não podia entrar no quarto de Demi com nada) e agarrei o livro de volta_ Segundo, você sempre fica no quarto durante as visitas de Wilmer, certo?
_Claro, não é seguro para a Demi ficar com alguém no quarto, mesmo quando se trata do marido dela. Mas por que a pergunta?
_ É que todas as vezes que ele a visita, quando entro no quarto ela fala que o Wilmer abusou dela...
_Eu fico lá o tempo inteiro sim e Demi fica extremamente feliz ao ve-lo... Porém já que ela tem insistido irei fazer os exames necessários e, enquanto isso, Wilmer não poderá visita-la.
_ Obrigada... Deixe-me ir agora doutor. Já está quase na hora de Demi acordar.
Ele assentiu e eu sai de lá. Ontem Demi me deixou na dúvida, mesmo ela estando vestida, ela estava mesmo acreditando que foi estuprada por Wilmer
Cheguei no quarto de Demi, rezando para ela ainda estar dormindo e sentei ao pé da sua cama. Quando ela começou a se mexer eu comemorei, não aguentava esperar a hora dela descobrir o que tinha feito na noite anterior.
_Bom dia Demi! _ eu disse animada, com uma animação maior do que a minha normal.
_Bom dia _ ela disse sonolenta.
_Demi, eu tenho uma coisa pra você! _ sorri e mostrei o livro _ O morro dos ventos uivantes... Espero que goste.
_ Obrigada Sel.
_ Se anime Demi!
_Por que me animaria?
_ Demetria, tem uma surpresa dentro do livro... _ pisquei para ela e a entreguei o livro.
Ela pegou o livro de súbito, agora parecia que tinha finalmente acordado.
Demi’s POV
Peguei o livro da mão de Selena, o que poderia ser uma surpresa para mim? E como ela poderia estar dentro do livro?
Abri o livro e vi uma carta. Avaliei com curiosidade e abri o envelope, não tinha nada escrito do lado de fora...
Quando reconheci a letra olhei para Selena, estava completamente pasma, como ela conseguira?
_Apenas leia... explicações depois _ ela disse como se lesse meus pensamentos.
Comecei a ler
“Querida Demi,
Como as coisas podem mudar em apenas cinco anos, não é mesmo? Eu acabei de voltar da faculdade e quando cheguei aqui, Nick me disse aonde você estava... Como as pessoas podem falar que a minha pequena Dem é louca? Não me faz o menor sentido.
No dia seguinte que cheguei fui correndo  até Dallas te procurar e não conseguir nem chegar perto de você. Já está aí a mais de três anos, então por esses eu perdoo a falta de correspondências, mas e os outros dois? Por que não me escreveu nem ao menos uma carta?
Sei que se casou e não casou e não estou com raiva por isso... Quanto a sua promessa? Bem será que ela ainda vale para sermos amigos? Espero que sim.
Por enquanto ainda não posso te ver, mas sua enfermeira disse que arrumaria um jeito em breve e eu espero ansiosamente pra ter minha baixinha em meus braços. Sinto falta dos seus olhos e do seu sorriso."
Parei de ler a carta na metade, Simon tinha aberto a porta. Será que escondera a carta rápido o suficiente?

(continua...)
(cinco comentários - sem contar os meus - eu posto o sétimo capítulo... espero que gostem)

16 comentários:

  1. AAAAAAAAAAAAAAAH que perfeito posta logo tomara que o simon não tenha visto

    ResponderExcluir
  2. Ai minha nossa senhora do chuveiro eletrico dai-me resistencia para aguetar a minha curiosidade para o desenrolar dessa fic...
    ainda mais com uma certa autora enigmatica que disse tipo assim não confie na Demi,como assim produção daki a pouco quem vai pro pinel sou eu kkkkkk bju lindaaaaaaa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu só disse isso para não ficar com raiva oras... Não deveria ter falado, mas fiquei com dó de vocês.
      Nossa senhora do chuveiro elétrico? kkkkk você sempre vem com cada "nossa senhora" kkkkkkkkkkkkkkk amo.
      Beijooooooooos
      _ Carol

      Excluir
    2. Oxi boleiiii...kkkk
      Nunca ouviu falar da nossa senhora do chuveiro elétrico kkkkkkk.
      Não estou com raiva só curiosa digamos muitos curiosa a tá bom sou fofoqueira tá rum postaaa

      Excluir
  3. Respostas
    1. Em breve... kkkkk (tenho que escrever ainda :( )

      Excluir
  4. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHH SOCORRO ..... POSTAAA LOGO VC QUER ME MATAR DE CURIOSIDADE? JNFJNGJDNBJFBJDNFD SOCORROOOO
    By: Milly s2

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MATAR até que não... mas deixar sua curiosidade te torturar... talvez. kkkkkk

      Excluir
  5. *-* tou curiosa para ver o resto.. posta logo logo logo :)
    Ta tao misteriosa esta fic...
    mal posso esperar para ver como acaba

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou postar... e eu queria saber quem é você kkkk, você é o mesmo anonimo do outro cap?? Se for me fala

      Excluir
  6. Isso dos anónimos pode gerar um pouco de confusão...
    Mas não, não sou a anónima do outro cap
    é a primeira vez que comento: leitora nova ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz uma assinatura, alguma coisa por identificação...

      Excluir
  7. hey amr divulga pra mim? > jemiforlife.blogspot.com.br/2013/01/sinops… < Obrigada =)

    ResponderExcluir
  8. Bê não demora muito para postar o proximo ta? to super curiosa, será que o Simon viu a carta? aiin não demora muito para postar viu, se não vou ter um ataque de tanta curiosidade kkk, ah e Ta Otima a tua Fic, amei, ta perfeita parabéns ^^
    -Maíra (@OurStarddlovato)

    ResponderExcluir